fbpx

7 Passos de como ser Engenheiro Projetista/Calculista de Sucesso com auxílio da Informática

Se você é um engenheiro e sonha em ter sucesso na carreira de projetista/calculista, então você precisa se atentar as diversas ferramentas que existem hoje no mercado de tecnologia e que te permitem se tornar um bom profissional e com um diferencial de muitos outros no mercado.

Isso porque, você bem deve saber, nos cursos de engenharia, esses softwares não costumam ter uma grande ênfase ou em algumas nem mesmo são citados, o que faz com que você chegue no mercado sem um importante aliado. Assim separamos para vocês 7 passos que vão te levar ao sucesso utilizando o auxílio da tecnologia. Confira mais a seguir.

Passo #1: Tenha um bom computador

O primeiro passo de todos é ter uma ferramenta que vai te permitir usar a tecnologia a seu favor. Não adianta nada você saber usar um software ou querer aprender a usar e não tem uma máquina com essa capacidade, assim é importante ter certeza que seu computador vai dar conta do recado.

Passo #2: Conheça as ferramentas que existem hoje em dia

Tendo um PC com capacidade, chegou a hora de conhecer as ferramentas que existem, entre os softwares para engenharia mais conhecidos hoje estão o Eberick, Cypecad e o TQS, esses para cálculos de concreto armado, mas também existe o Metálicas 3D para cálculo de estruturas metálicas e até mesmo o SAP 2000 para análise estrutural.

Como você viu cada uma delas tem uma finalidade diferente, então cabe a você saber quais são suas principais necessidades e assim escolher aqueles que serão mais úteis para você aprender, ou até mesmo aprender todos eles para garantir assim um diferencial ainda maior. Deseja fazer um desses cursos? Acesse o site: http://www.upcarreira.com.br

e invista em sua carreira.

Passo #3: Faça cursos para saber usar as ferramentas

Você saber que as ferramentas existem e tê-las não serve para nada se você não tem conhecimento para usá-las. Aprender sozinho pode não ser algo ideal, pois você vai deixar de saber uma série de pontos importantes que existem dentro de cada ferramenta, e, assim, uma pessoa com experiência pode te ajudar mais.

Existem cursos para que você aprenda a usar completamente cada uma dessas ferramentas e ainda tenha comprovação no seu currículo com sua capacidade de utilizá-los.

webinar-gratuito-calculo-estrutural

Passo #4: Desenvolva suas habilidades com essas ferramentas

Continuar treinando em casa para melhorar ainda mais suas habilidades com essas ferramentas pode ajudar muito para você ter uma fluência melhor no trabalho com elas para um dia a dia de verdade na obra.

Passo #5: Se mantenha sempre atualizado

O mundo está em constante evolução e a tecnologia tem atualizações constantes, por isso você deve sempre estar atento as novidades que esses softwares podem apresentar ou outros melhores que possam vir a surgir.

Passo #6: Mostre ao mercado seu diferencial

Tendo todo esse conhecimento e ainda se mantendo atualizado sempre você vai mostrar para o mercado que você é um profissional antenado e que está disposto a sempre estar fazendo o melhor trabalho possível com dedicação e um diferencial que realmente faz diferença.

Passo #7: Chegue ao sucesso

Fazendo tudo isso você vai ver suas chances de sucesso se multiplicarem, pois a tecnologia está ai para ser utilizada sempre ao nosso favor.

Dica de Estudos: Aprenda mais sobre os principais softwares para cálculo estrutural e estruturas do mercado e como você pode Aprimorar seus Conhecimentos em Estruturas, CLIQUE NO BANNER ABAIXO E FAÇA A MATRÍCULA GRATUITAMENTE:
 

webinar-gratuito-calculo-estrutural

Atenciosamente,

Claudio M. Antonio – Diretor de Ensino

UPCarreira Educação – Acelerando seu Sucesso

Site: https://www.upcarreira.com.br

 

Ebook Gratis Roteiro de Cálculo Estrutural

As estruturas exercem papel fundamental nas edificações, sendo responsáveis pela manutenção da estabilidade das construções, absorvendo os esforços originados no peso próprio dos elementos construtivos entre os quais elas se incluem (cargas permanentes) e, as cargas externas a que estão submetidas denominadas de cargas acidentais (móveis, pessoas, veículos, ação do vento, e outras).

O Cálculo Estrutural através de suas normas técnicas exercem um papel fundamental em um bom projeto estrutural, mas nem todos tem o domínio desta matéria tão pouco explorada pelos professores e alunos nas faculdades pela sua complexidade e tempo hábil para melhor aprendizado desta matérias.

Por esse motivo estamos lhe oferecendo um Roteiro de Estudos Grátis sobre Cálculo Estrutural e suas cargas aplicadas.

CLIQUE AQUI E BAIXE O EBOOK AGORA

Como se formar como Engenheiro Civil Calculista Estrutural?

Como se formar como Engenheiro Civil Calculista Estrutural?

Guia prático de como ser um Engenheiro Civil Calculista Estrutural de Sucesso!

Durante a graduação do curso de engenharia civil, principalmente no início do curso, é normal que o universitário tenha dúvidas sobre a “área” que irá seguir após a conclusão de seu curso.

Boa parte dos estudantes de Engenharia Civil têm como objetivo inicial trabalhar com algo relacionado à construção civil. No entanto, esse objetivo geralmente muda no decorrer do curso, uma vez que o Engenheiro Civil pode atuar em muitas “áreas”, por exemplo, trabalhar com o cálculo de estruturas.

O que faz um Engenheiro Calculista Estrutural?

Um Calculista é responsável por realizar os cálculo dos elementos estruturais das construções, tais como as reações, os esforços e as deformações e, após, calcular e dimensionar as peças necessárias para suportar esses esforços sem grandes danos as estruturas, comprometendo assim sua utilização e possíveis acidentes, portanto Calcula e dimensiona as peças necessárias para suportar esforços em conformidade com as normas técnicas.

 

webinar-gratuito-calculo-estrutural

Como ser um Engenheiro Calculista Estrutural?

Para se “formar” um Calculista Estrutural é necessário que o estudante de engenharia civil esteja atento às matérias que se referem à Estruturas no decorrer da Graduação, tais como: Mecânica dos Sólidos, Estática das Estruturas, Resistências dos Materiais, Hiperestática, ferramentas computacionais, dentre outras.

É também aconselhável o estudante fazer cursos livres, extensão e de especialização na área. A UPCarreira terá no inicio de 2017 um curso de Especialização e Extensão em Projeto em Cálculo Estrutural Online na Prática, assim como outros cursos na área como Métodos dos Elementos Finitos, dentre outros.

Uma exigência comum é o domínio sobre softwares de cálculo e modelos matemáticos. A boa notícia é que a oferta de cursos na área de estruturas é relativamente ampla.

Quais Aptidões necessárias? 

Ter embasamento técnico sobre teoria das estruturas, funcionamento dos modelos estruturais e análise estatística; ótimo raciocínio espacial; gostar de matérias como matemática e física, ser curioso tendo uma postura pró-ativa para identificar problemas e propor soluções. 

Quanto ganha um Engenheiro Calculista Estrutural?

Segundo pesquisa da Catho em média um Engenheiro Calculista 6.776,84 podendo ganhar até R$ 10.000

“Vale lembrar que a maturidade profissional costuma ocorrer por volta dos 10 anos de atuação, com isso o profissional passa a colher os frutos da sua dedicação e busca pelo conhecimento na área, ou seja, os seus trabalhos passam a ser ainda mais requisitados.” (fonte: http://www.cursoseprofissoes.com)

Onde encontrar oportunidades de Trabalho?

Principalmente em escritórios de projetos e consultorias, em construtoras e em empresas fornecedoras de sistemas construtivos. Áreas que envolvem sistemas estruturais racionais, como pré-fabricados de concreto, construção metálica e alvenaria estrutural são bons campos para quem busca especialização. (Fonte: Revista techne Pini)

Dicas de um Engenheiro Experiente na Área: 

“Eu recomendaria a realização de cursos de especialização em área de interesse; investir em atualização contínua, em dominar softwares de projetos estruturais, bem como outros idiomas. Também acho que o sucesso depende de se ter disposição para o aprendizado constante e estar atento aos erros e acertos dos colegas, com os quais se pode aprender muito.” Divulgação: Tecnicalc

Moacir Hissayassu Inoue, diretor técnico da Tecnicalc Consultoria e Projetos Estruturais

Onde Estudar? 

 

Dica de Estudos: Aprenda mais sobre os principais softwares para cálculo estrutural e estruturas do mercado e como você pode Aprimorar seus Conhecimentos em Estruturas, CLIQUE NO BANNER ABAIXO E FAÇA A MATRÍCULA GRATUITAMENTE:
 

webinar-gratuito-calculo-estrutural

 

 

 

 

21 qualidades desejáveis para o engenheiro calculista

21 qualidades desejáveis para o engenheiro calculista-min
21 qualidades desejáveis para o engenheiro calculista-min

Dia 4 de maio comemora-se o dia do calculista estrutural.  Ele é responsável pela concepção do arcabouço estrutural que sustentará a edificação diante das ações que ela sofrerá ao longo de sua vida útil. O calculista avalia as ações das forças que poderão agir e executa cálculos que determinam os esforços suportados em cada peça da estrutura à base de concreto de acordo com as normas técnicas. Por exemplo, se a estrutura for metálica, o calculista dirá qual o tamanho, forma e peso dos perfis, e como eles devem ser soldados entre si.

Leia abaixo as principais dicas do Eng. Milton Emílio Vivan e do Claudio M. Antonio Professor e Diretor  de T.I da Escola de Software para você ser um calculista estrutural de sucesso:

  1. Ser cuidadoso em tudo o que faz profissionalmente. Não esquecer das ações e das combinações possíveis de carregamentos. Não subestimar a possibilidade de erros humanos;
  2. Ser meticuloso em todas as análises. Não ser superficial. Ir a fundo nas análises. Ponderar adequadamente as diversas combinações de ações;
  3. Ser organizado e didático na elaboração dos memoriais de modo que seja possível entendê-lo anos após a elaboração. A boa linguagem clara e sucinta, o bom português, evita interpretações incorretas. Ser organizado no arquivo de correspondências e projetos de modo a poder recuperar dados recebidos e aproveitar projetos realizados.
  4. Ser rigoroso na ponderação entre segurança e economia.
  5. Não ser indevidamente arrojado, especialmente nos casos de consequências catastróficas. Nesses casos, quando possível, procurar basear as soluções em experiências bem sucedidas;
  6. Ser rigoroso entre qualidade e produção;
  7. Estar consciente da própria natureza humana sujeita a erros, e da necessidade de verificações.
  8. Ser responsável, inclusive com o meio ambiente e cumprir e fazer cumprir a ética profissional;
  9. Analisar os problemas com profundidade para entender como funciona a estrutura, como a estrutura de deforma e como seria o mecanismo de ruptura. Procurar avaliar os resultados de modo a criar um sentimento de ordem de grandeza para detectar erros no futuro.
  10. Ter visão espacial para saber interpretar e elaborar documentos de projeto. Conhecer as normas de desenho. Estar familiarizado com os programas de desenho e os de análise estrutural da especialidade.
  11. Procurar analisar os dados recebidos. Isso implica em ter conhecimentos básicos de outras especialidades para poder fazer os questionamentos necessários e aceitá-los como válidos. O seu projeto não será melhor do que a qualidade dos dados que recebe.
  12. Procurar respeitar as normas elaboradas por profissionais mais experientes e mais especializados. Em casos excepcionais, onde forem cabíveis justificativas adequadas pode-se não se submeter às normas, mas estando consciente de riscos aos direitos do consumidor.
  13. Desenvolver a sensibilidade e ser humilde para saber quando consultar a um especialista, mesmo da própria especialidade;
  14. Pelo menos no início da profissão procurar trabalhar em edificações e detalhar as próprias armaduras sem a utilização de programas de cálculo para melhor compreender o funcionamento desses programas e ter condições depois de configurá-lo da melhor forma.  
  15. Quando utilizar um programa de cálculo ter a consciência de que os resultados dependerão das condições de contorno e vinculação fornecidas. Fazer verificações das somas das cargas aplicadas com as reações e ser muito rigoroso na verificação dessa compatibilidade. Verificar as deformações e analisar a ordem de grandeza dos resultados. Se estiver em dúvida sobre como a estrutura vai se comportar, comece pelo modelo de menores deslocamentos;
  16. Quando estiver diante de um problema mais difícil, procurar bibliografia especializada, ouvir outros especialistas e tomar a própria decisão responsabilizando-se pelos resultados.
  17. Procurar estar permanentemente atualizado;
  18. Saber respeitar os colegas de profissão. Ao emitir pareceres sobre serviços executados, não incluir quaisquer aspectos pessoais.  
  19. Saber respeitar as empresas constituídas. Quando for solicitado a dar pareceres sobre produtos, emitir críticas ou elogios apenas quando as puder justificar com fundamentos técnicos sólidos e 
  20. Saber como obter e selecionar clientes e cobrar o trabalho;
  21. Ter o domínio dos principais Softwares de Cálculo e Análise Estrutural para otimização do tempo de trabalho e maior precisão nos cálculos, além da economia com materiais utilizados no projeto.

Dica de Estudos: Aprenda mais sobre os principais softwares para cálculo estrutural e estruturas do mercado e como você pode Aprimorar seus Conhecimentos em Estruturas, CLIQUE NO BANNER ABAIXO E FAÇA A MATRÍCULA GRATUITAMENTE: 

webinar-gratuito-calculo-estrutural

A importância dos softwares na engenharia civil

Softwares Engenharia Civil 2
Softwares Engenharia Civil 2

A importância dos softwares na engenharia civil.

 

Por UPCarreira Educação

O uso da tecnologia na Engenharia Civil vem cada vez mais tomando espaço como ferramenta indispensável, pois com o uso de softwares de engenharia civil e equipamentos tecnológicos, diversos processos que, outrora, exigiam tempo e demanda, hoje são facilmente executados e simplificados.

Com o avanço da tecnologia e programas específicos para a engenharia civil, a qualidade dos projetos entregues a curto prazo, vem crescendo consideravelmente, uma vez que, o índice de erros tende a ser bem menor, ou quase zero e isso vem gerando grande interesse por parte dos contratantes, que necessitam de mão de obra e projetos de alta qualidade em pouco tempo, na procura de companhias e /ou engenheiros que já aderiram ao uso de softwares e equipamentos de TI.

Hoje, o uso da tecnologia na engenharia civil, está além da otimização dos serviços, fatores como: 

  • a redução de desperdícios de materiais, 
  • sustentabilidade e menor impacto ambiental 

Essa ferramenta é essencial ao atual modelo de prestação de serviço de um engenheiro civil, uma vez que amplia o leque de benefícios ao incluir também a possibilidade de menor impacto negativo ao meio ambiente.

 

Neste contexto os softwares para construção civil, vem sendo grandes aliados por facilitar e ajudar ao engenheiro a entender melhor cada etapa de uma obra, mas claro, tendo como ferramenta diferentes tipos de softwares cada um de acordo com o seu seguimento.

O avanço tecnológico e os atuais softwares

Esses recursos propiciam otimizar o uso de materiais, controlar melhor o orçamento de uma obra e finalizar etapas da construção de maneira mais rápida. Hoje é possível utilizar uma máquina, substituir vários trabalhadores braçais e encerrar uma atividade em menos tempo.

Os programas para engenharia civil também devem ter foco na sustentabilidade. Isso significa que é relevante o uso racional e adequado dos recursos naturais.

Também é necessário que os projetos priorizem a questão ambiental, permitindo que os locais construídos tenham menor consumo de energia elétrica. Os novos sistemas e equipamentos fizeram com que a engenharia civil valorizasse a eficiência energética.

A leitura de publicações para obter conhecimento e aumentar as chances de resolução das demandas do cotidiano é importante. Contudo, é preciso adquirir experiência profissional para compreender como funcionam os dispositivos eletrônicos voltados para o aumento da segurança de uma obra, por exemplo. 

 

Dica de Estudos: Aprenda mais sobre os principais softwares para cálculo estrutural e estruturas do mercado e como você pode Aprimorar seus Conhecimentos em Estruturas, CLIQUE NO BANNER ABAIXO E FAÇA A MATRÍCULA GRATUITAMENTE:
 

webinar-gratuito-calculo-estrutural

Conheça alguns softwares usados pelos atuais engenheiros

Softwares Engenharia Civil
Softwares Engenharia Civil

Como já dito, a tecnologia agora é ferramenta padrão na engenharia civil e no atual mercado há vários programas que podem te ajudar a se atualizar.

  • Software Cypecad: Permite calcular concepções estruturais praticamente ilimitadas, inclusive combinações peças em concreto armado como pilares, vigas e lajes com perfis metálicos.
    Vários tipos de pilares incluindo pilares-parede, poços de elevador e caixas de escada por Elementos Finitos.

    Quer Aprender Cypecad? Curso Cypecad na Prática – Clique Aqui e Saiba mais
  • Cype / Metálicas 3D – Software para Projeto de Estruturas Metálicas O Metálicas 3D é um software para cálculo estrutural e dimensionamento de elementos estruturais metálicos, estruturas de alumínio e estruturas de madeira.

Quer Aprender Cype Metálicas 3D? Clique Aqui e Saiba mais

  • SAP2000 – Software para Análise Estrutural e Dinâmica, Linear e Não-Linear por Elementos Finitos. O nome SAP tem sido sinônimo de estado da arte de métodos analíticos, desde o seu surgimento, há mais de 30 anos.

Quer Aprender SAP2000? Clique Aqui e Saiba mais

  • Revit para engenharia estrutural e BIM (Desenho Estrutural). Simplifique os projetos, desde o conceito de design até a fabricação, com o software Revit® Building Information Modeling. Melhore a precisão da instalação e aumente a viabilidade da construção conectando seu projeto estrutural ao modelo detalhado.


Quer Aprender Revit e BIM? Clique Aqui e Saiba mais

 

Dos programas para engenharia civil, a ferramenta BIM se diferencia pela criação de plantas de construção bem detalhadas, onde estão informações relacionadas a itens, como espessura, insumos e metragem. A plataforma integra dados que ajudam a ter uma visão global da obra, permitindo acessar informações sobre vários elementos, como:

  • estrutura;
  • fundação;
  • instalações elétricas;
  • instalações hidrossanitárias;
  • orçamento;
  • planejamento;
  • serviços preliminares.

Ao verificar a planta de uma cozinha pelo software BIM, é possível visualizar todos os componentes utilizados. O sistema fornece dados, por exemplo, sobre o custo de uma pia e a quantidade de unidades desse item disponível no estoque.

Vantagens

Sendo um dos programas para engenharia civil mais utilizados no mercado, a plataforma BIM proporciona uma série de benefícios, como:

  • acesso fácil da equipe às informações do projeto;
  • ambiente mais favorável para o trabalho colaborativo, já que permite a edição de dados pelos que fazem parte da obra;
  • análise mais detalhada das ações, facilitando a tomada de decisão e evitando erros;
  • mais rapidez na construção, pois o projeto criado é uma referência bastante exata de como ficará a construção;
  • redução de custos devido à facilidade de estabelecer os itens necessários para concluir a obra.

Com certeza, o uso da plataforma BIM é um diferencial impactante o futuro engenheiro civil. Afinal, cria condições para o trabalho ser executado com mais qualidade, rapidez e menos custos.

 

Quer Aprender Revit e BIM? Clique Aqui e Saiba mais

 

 

Dica de Estudos: Aprenda mais sobre os principais softwares para cálculo estrutural e estruturas do mercado e como você pode Aprimorar seus Conhecimentos em Estruturas, CLIQUE NO BANNER ABAIXO E FAÇA A MATRÍCULA GRATUITAMENTE:
 

webinar-gratuito-calculo-estrutural

 

Com a atual tecnologia integrante dos vários ramos profissionais, e com os benefícios oferecidos por essa “ferramenta” no ramo da engenharia, é primordial que você engenheiro tenha um bom conhecimento dos programas para engenharia civil. Isso fará de você um profissional mais qualificado e capacitado para o mercado.

Se Interessou pelo assunto e quer saber onde aprender a utilização dos softwares citados acima, acesso o site:

https://www.upcarreira.com.br                                               

E comece a se preparar hoje mesmo para a nova tendência do mercado da engenharia civil. Seja um profissional tecnológico.

 

Fonte: upcarreira.com/blog